domingo, 12 de março de 2017

Travestis e transexuais serão atendidas em delegacias da mulher no CE

As repercussões do espancamento e morte de Dandara dos Santos, de 42 anos, foram além das prisões e apreensões das sete pessoas envolvidas no assassinato. O caso desencadeou o atendimento de demandas antigas da população transgênero, como a permissão para que travestis e transexuais sejam atendidas pela Delegacia da Mulher (DDM).

Além disso, representantes do movimento LGBT também ocuparão lugares nos Conselhos Comunitários de Defesa Social (CCDS), vinculados à Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). E o nome social será respeitado nos serviços prestados pelo Governo.

“É uma forma de dar uma demonstração que nós não concordamos e não aceitaremos qualquer tipo de crime, ou qualquer tipo de violência, como aconteceu com a Dandara. Nós, infelizmente, não podemos trazer de volta a vida dela. Mas vamos criar mecanismos de proteção que possam dar mais garantias a essa população”, afirmou o governador Camilo Santana (PT). Os decretos e termos de cooperação foram assinados por ele, na manhã de ontem, durante a primeira reunião do Comitê de Governança do programa Pacto por um Ceará Pacífico, no Palácio da Abolição. 

O Povo Online)

Nenhum comentário:

Visualizações de páginas da semana passada

M Festas - Onde você encontra tudo para Aniversário

M Festas - Onde você encontra tudo para Aniversário
M Festas vende e aluga para festas de aviversário - Fone (88) 8807.0245