quarta-feira, 25 de maio de 2016

Anúncio gera confiança, mas falta clareza

Apesar de terem gerado confiança no mercado, as primeiras medidas fiscais e econômicas anunciadas pelo presidente em exercício Michel Temer (PMDB) ainda necessitam da clareza de como vão ser realizadas. 

Ações específicas para geração de emprego, para garantir a continuidade de obras públicas e o controle do rombo das estatais são algumas ausências do pacote.

Que as medidas põem o Brasil na rota descendente da taxa de inflação e que é um arrocho fiscal antipático, mas necessário, não duvida Istvan Kasznar, professor da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Porém, diz que faltam ações no discurso anunciado na manhã de ontem.

Primeiro que o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, ainda lida com incerteza política para aprovar as medidas que precisam do Congresso, “segundo que precisa haver uma transversalização das ações integradas estatais para que elas possam se ajudar”. Isso porque, a Petrobras está com prejuízo de R$ 34,836 bilhões (fechamento de 2015) e há rombos também em outras estatais. “Tem de haver um plano nacional de controle das empresas”, diz. 

(Do O Povo Online)

Nenhum comentário:

Visualizações de páginas da semana passada

M Festas - Onde você encontra tudo para Aniversário

M Festas - Onde você encontra tudo para Aniversário
M Festas vende e aluga para festas de aviversário - Fone (88) 8807.0245